Prefeitura de Vinhedo

Meio ambiente e urbanismo

+ notícias

31/07/2009 – Crianças com sintomas gripais não devem ser levadas para as creches

A Secretaria de Educação da Prefeitura de Vinhedo reitera a importância das crianças que apresentam sintomas gripais não sejam encaminhadas para as creches, como medida de prevenção da transmissão do vírus influenza A H1N1, causador da gripe conhecida popularmente como suína.
Nesta sexta-feira, dia 31, durante reunião realizada entre o secretário de Educação, o vice-prefeito Jaime Cruz e enfermeiras da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde foram estabelecidas ações preventivas como a intensificação de medidas de higiene. Como ação emergencial, a Secretaria irá adquirir em maior quantidade papel toalha, sabonete líquido, álcool gel, além de intensificar cuidados com os colchões utilizados para o descanso das crianças. “É muito importante que as pessoas se habituem efetivamente com essas recomendações e pratiquem no dia-a-dia. Não basta saber o que fazer, é necessário aplicar o que os profissionais da Saúde indicam”, salienta o secretário Jaime.

Seguindo recomendações da Vigilância Epidemiológica, serão distribuídas nas creches máscaras cirúrgicas para serem utilizadas de forma emergencial caso alguma criança ou funcionário apresente na unidade de ensino os primeiros sintomas de gripe.

Prevenção

Durante toda esta semana, enfermeiras da Secretaria de Saúde ministraram palestras para professores, dirigentes educacionais e funcionários de escolas municipais, estaduais e particulares para orientá-los sobre as formas de prevenção.

Na manhã desta sexta-feira, dia 31, professores das Escolas Municipais de Esporte, da academia de natação e membros das equipes de treinamento participaram da orientação também ministrada por profissionais da Saúde.

A palestra foi solicitada pelo secretário de Esporte e Lazer, Gustavo Zampieri (Tubarão), devido ao grande número de crianças e adolescentes que frequentam as atividades esportivas oferecidas gratuitamente pela Prefeitura.

De acordo com Tubarão, os profissionais de esporte também precisam estar instruídos sobre as formas de transmissão da doença e a prevenção necessária.

Para se prevenir é fundamental adotar medidas simples como lavar as mãos com água e sabão constantemente, evitar frequentar ambientes fechados e com aglomerações de pessoas, cobrir sempre o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar, não compartilhar alimentos, copos e talheres com outras pessoas; manter uma boa alimentação e ingerir bastante líquido. A Secretaria de Saúde orienta as pessoas a não praticarem automedicação.

A Secretaria de Saúde de Vinhedo orienta que ao apresentar sintomas como febre acima de 38º, tosse, coriza, dores no corpo, dor de garganta e falta de ar, o médico deve ser procurado imediatamente no Pronto Socorro da Santa Casa, o Pronto Atendimento da Capela ou ainda em qualquer Unidade Básica de Saúde. Os sintomas são semelhantes ao de uma gripe comum. Grávidas, crianças menores de dois anos e idosos necessitam de mais cuidados, pois são mais vulneráveis às complicações da gripe.

As Secretarias Municipal de Esportes e Lazer e de Cultura e Turismo decidiram unificar o calendário escolar como forma de prevenir a gripe A, conforme orientação da Secretaria de Estado da Saúde. Dessa maneira as aulas e treinamentos esportivos das Escolinhas Municipais de Esporte e da Academia Municipal de Natação, além das aulas nas Oficinas Culturais, terão início no dia 17 de agosto.

Para os alunos e atletas já inscritos em alguma modalidade esportiva no primeiro semestre, a renovação é automática, e eles devem retornar também a partir do dia 17, nos mesmos dias, horários e locais de suas atividades.

Até o momento a Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Vinhedo registra duas mortes suspeitas por influenza A. Esta semana dois resultados de exames descartaram a causa de morte de dois vinhedenses pela nova gripe. Há 11 casos confirmados da doença no município, sendo que todos os pacientes já evoluíram para cura