Prefeitura de Vinhedo

  • Regime Estatutário:

    perguntas e respostas
  • Prefeito

    + Notícias

    Em reunião com estudantes, prefeito Jaime Cruz confirma a manutenção do transporte universitário fretado

    Foi determinado às secretarias competentes que adotem as providências necessárias para que não ocorra a descontinuidade do serviço.






    reunião com estudantes - transporte universitário (1)

    Em reunião realizada na manhã desta sexta-feira, 10, o prefeito Jaime Cruz anunciou oficialmente à comissão que representa os estudantes vinhedenses que frequentam cursos universitários e técnicos em outros municípios que o transporte fretado, nos mesmos moldes que funciona atualmente, será mantido pela Prefeitura até o final do ano, sem nenhum prejuízo aos alunos.

    Além de quatro estudantes da comissão, também estiveram presentes ao encontro o presidente da Câmara, vereador Nil Ramos, demonstrando apoio do Legislativo à decisão; e os secretários municipais Gilberto Lorenzon, de Educação; Edison Ruiz, de Governo; e Luiz Fernando Bonesso de Biasi, de Negócios Jurídicos; bem como a diretora de Normas e Informações Técnicas da Controladoria Geral do Município, Carolina Ribeiro.

    Atualmente, o transporte dos estudantes está sendo feito através de um convênio entre a Prefeitura e a ACOVEC – Associação Vinhedense de Educação e Cultura. Esses contratos terminam no dia 7 de abril. Conforme explicou o prefeito Jaime Cruz aos estudantes, já foi determinado às secretarias competentes que adotem as providências necessárias para que não ocorra a descontinuidade do serviço.

    Para tanto, será feito um esforço financeiro para que a Prefeitura possa custear esse transporte, sem prejuízo de outras atividades importantes que também estão em andamento, como os investimentos na Santa Casa, a compra de medicamentos e ações de tapa-buracos e recapeamento asfáltico. A Administração Municipal contará também com apoio da Câmara nessa contratação.

    “Nós sabemos a importância do transporte universitário para os nossos estudantes que moram em Vinhedo e estudam fora do município, em várias cidades. Passamos por dificuldades financeiras? Sim. Mas por isso temos que priorizar. E pra Vinhedo é muito importante ter uma geração com ensino superior, uma cidade educadora. Para isso, comuniquei à equipe de transporte universitário que, por decisão nossa, o transporte universitário será mantido. Não vai haver alteração nenhuma. Continua até dezembro do jeito que está. Cada estudante pegando seu ônibus e indo para a faculdade com segurança e com horário”, comentou o prefeito Jaime Cruz.

    A partir de 2018

    Na mesma reunião, o prefeito Jaime Cruz esclareceu aos estudantes que a Prefeitura já planeja um novo formato neste benefício para o próximo ano, que poderá inclusive servir de modelo para outras cidades.

    “Já estamos trabalhando para que em 2018 a gente possa ter um novo modelo de transporte. Para isso, vamos estar analisando a questão da renda familiar, e mais. Nós vamos fazer um trabalho social, ou seja, os estudantes que tenham esse benefício, que posam reverter em trabalho social para o município. Por exemplo, quem faz Direito pode dedicar algumas horas para auxiliar uma entidade social, quem faz Medicina pode ajudar também um pouco a Santa Casa ou as nossas UBSs”, explicou o prefeito Jaime Cruz.

    O novo modelo levará em conta o recadastramento que será feito no segundo semestre, quando os estudantes terão de comprovar renda, diferente do realizado neste início de ano, que foi com a renda declarada.

    Levantamento

    Na mesma reunião, o prefeito e o secretário de Educação apresentaram o resultado do recadastramento de interesse no transporte estudantil feito junto aos estudantes vinhedenses, que totalizou 2017 inscrições.

    Foram apresentados detalhes importantes do recadastramento, como a região onde moram, sendo 25,94% na região da Capela, 12,55% na região da Vila João XXIII, 11,41% no Centro e os demais espalhados pelos outros bairros da cidade.

    Com relação à renda, ficou demonstrado que 504 estudantes são de famílias com renda de até três salários mínimos; 391 de famílias com renda de até dois salários mínimos; 304 de até quatro salários mínimos; 254 até cinco salários mínimos; 168 de famílias com renda de apenas um salários mínimo; isso para citar as mais numerosas.

    Já os destinos principais dos estudantes são Campinas, caso de 1.097 estudantes, mais de 50% dos inscritos; seguido por Jundiaí (446); Valinhos (121); Vinhedo (108); Itatiba (88); São Paulo (86); Limeira (14); Jaguariúna (14); entre outras.