Prefeitura de Vinhedo

  • Regime Estatutário:

    perguntas e respostas
  • Saúde

    + Notícias

    Prefeitura realiza mais de 130 mil atendimentos nas clínicas básicas e especializadas em 2016

    Investimento em Saúde por habitante aumentou 6,9% em relação ao ano anterior






    A Prefeitura de Vinhedo realizou 133.427 atendimentos nas clínicas básicas (clínica médica, ginecologia/obstetrícia e pediatria) e especializadas (oftalmologia, psiquiatria infantil, neurologia, cardiologia, entre outros) em 2016. Esses dados fazem parte do Relatório Anual de Gestão, enviado pela Secretaria de Saúde da Prefeitura de Vinhedo ao Ministério da Saúde, e não incluem os atendimentos de urgência e emergência da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e do Pronto Atendimento (PA Capela).

    Ainda de acordo com o relatório, no ano passado, a Prefeitura investiu o percentual de 27,01% de suas receitas em Saúde, bem acima do limite obrigatório de 15%.

    Do total que a Prefeitura investe em saúde, apenas 11,47% representaram verbas recebidas de outras esferas do governo. Os outros 88,53% saem dos cofres municipais.

    Os investimentos em Saúde representaram em valor monetário um total por habitante de R$ 1.304,06, um aumento de 6,9% em relação ao que foi registrado em 2015. O relatório ainda aponta que Vinhedo continua assumindo custos de média e alta complexidade, de competência do Estado, para não prejudicar os pacientes que dependem do Sistema Único de Saúde (SUS).

    “Saúde é prioridade para nós. Reabrimos a Santa Casa há pouco mais de um ano, que voltou a atender os moradores de Vinhedo. Recentemente demos mais um grande passo, com a inauguração da Unidade Neonatal, que atende casos como de bebês prematuros que nascem abaixo do peso, que não precisam mais ser transferidos. Estamos trabalhando firme para que, o mais rápido possível, possamos disponibilizar aos moradores toda a lista de medicamentos que é de responsabilidade do município”, explicou o prefeito Jaime Cruz.