Prefeitura de Vinhedo

  • Saúde

    + Notícias

    Prefeitura de Vinhedo começa a vacinar todos os moradores contra a febre amarela a partir de segunda-feira, 15

    vacinação febre amarela área rural (2)

    A partir desta segunda-feira, 15, a Prefeitura de Vinhedo, por meio da Secretaria de Saúde, começará a vacinar todos os moradores da cidade contra a febre amarela. A medida, em acordo com orientações da Secretaria de Saúde do Estado, ocorre após a confirmação, nesta quinta-feira, 13, de que um macaco encontrado morto na cidade em abril tinha a doença.

    A cidade não tem registro da doença em seres humanos, porém, com a confirmação de que o primata havia contraído febre amarela, o município passou a ser considerado pelo Estado como área de recomendação de vacinação.

    Nesta sexta-feira, 12, em conjunto com o Estado, a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Vinhedo elaborou um plano de ação. Na segunda-feira, 15, o processo de imunização passará a ocorrer em todas as UBSs da cidade (Jd. Von Zuben, Vila João XXIII, Três Irmãos, Casa Verde e Centro Médico), das 9h às 16h, e na UBS Planalto e na Policlínica da Capela, até às 19h. A vacinação será por ordem de chegada.

    Nas UBSs menores, onde o atendimento vai até às 16h, o limite diário será de aproximadamente 200 vacinas por dia e na Planalto e na Policlínica, com atendimento até às 19h, de 500.

    É importante que quem tenha a carteirinha de vacinação apresente o documento. Nos dias 20 e 21 de maio, sábado e domingo, a Prefeitura intensificará as ações de vacinação na área onde foi encontrado macaco com caso positivo, com a disponibilização de um posto de vacinação na Escola Municipal Abel Maria Torres, no Bairro Caixa D’Água, das 9h às 16h, e outra equipe volante. Durante a vacinação, possíveis restrições serão analisadas caso a caso.

     

    Ações

    A Prefeitura de Vinhedo já vacinou neste ano mais de 8.200 pessoas na cidade contra a febre amarela. No feriado prolongado de Tiradentes, o município realizou uma ação específica na área rural, quando vacinou mais de 2.500 pessoas em três dias.