Prefeitura de Vinhedo

  • Regime Estatutário:

    perguntas e respostas
  • Saúde

    + Notícias

    Em uma semana, Prefeitura de Vinhedo vacina mais de 13 mil pessoas contra a febre amarela

    No ano, município já contabiliza quase 22 mil pessoas imunizadas contra a doença






    Na primeira semana de vacinação em massa contra a febre amarela, a Prefeitura de Vinhedo, por meio da Secretaria de Saúde, imunizou 13.326 pessoas. Esses números são referentes ao período de segunda-feira, 15, até este domingo, 21, uma vez que, no final de semana, o trabalho prosseguiu através de uma unidade volante na EM Abel Maria Torres, no Bairro Caixa D’Água.

    “São números impressionantes que mostram como a nossa Saúde está bem estruturada. Nunca é demais lembrar que nossas UBSs estão empenhadas também na vacinação contra a gripe e também com as demais vacinas do calendário”, comentou o prefeito Jaime Cruz. A vacinação prosseguirá por período indeterminado no município.

    No período destacado, foram 4.220 vacinas aplicadas na UBS Planalto, 3.398 na Policlínica, 1.023 na UBS Vila João XXIII, 990 no Centro Médico, 836 na UBS Três Irmãos, 713 na UBS Von Zuben, 548 na UBS Casa Verde, 1.533 na unidade volante da EM Abel Maria Torres e ainda 65 em áreas rurais do Caixa D’Água e do Paiol Velho.

    De acordo com o secretário de Saúde, Alexandre Viola, em alguns casos, a média de vacinação diária superou bastante a quantidade limite que eraa. Isso ocorreu, segundo ele, porque o Estado enviou, na primeira remessa, 10 mil doses de vacina, o dobro do que era esperado. Isso permitiu, por exemplo, que em duas oportunidades, a UBS Planalto vacinasse mais de mil pessoas por dia.

     

    Acumulado

    Agora, somente em 2017, já são mais de 21.949 pessoas vacinadas contra a febre amarela em Vinhedo. Já quando analisado o período de 2000 para cá, esse número chega a 64.219 pessoas. Segundo o IBGE, a população atual de Vinhedo é de aproximadamente 73 mil pessoas.

    Vinhedo passou a vacinar todos os moradores seguindo uma orientação da Secretaria do Estado após a confirmação de um caso positivo da doença em primata encontrado morto no município no dia 27 de abril. No último dia 15 foi confirmado mais um registro da doença em macaco na cidade.

    O primeiro caso, confirmado no dia 11, foi de um Bugio encontrado morto na região do Bairro Caixa D’Água no dia 27 de abril. Já o caso confirmado no dia 15 é de um macaco da mesma espécie que foi encontrado morto no dia 29 de abril na região do Paiol Velho. Os resultados foram emitidos pelo Instituto Adolfo Lutz.

    É importante destacar que os primatas não transmitem a doença, mas a contaminação deles confirma que a circulação do vírus da febre amarela.

    Vinhedo não tem registro de febre amarela em humanos nos últimos 30 anos, porém, desde a confirmação do 1° caso de contaminação em macaco, o município passou a ser considerado pelo Estado como área de recomendação de vacinação.

    A vacinação está sendo realizada em todas as UBSs da cidade (Jd. Von Zuben, Vila João XXIII, Três Irmãos, Casa Verde e Centro Médico), das 9h às 16h, e na UBS Planalto e na Policlínica da Capela, até às 19h. A vacinação é por ordem de chegada.

    Nas UBSs menores, onde o atendimento vai até às 16h, o limite médio diário é de aproximadamente 200 vacinas por dia e na Planalto e na Policlínica, com atendimento até às 19h, de 500. É importante que quem tenha a carteirinha de vacinação apresente o documento.

     

    Busca

    Desde o dia 11, a equipe Zoonoses da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Vinhedo, juntamente com agentes da Saúde do Estado e do Governo Federal, está percorrendo a região do Bairro Caixa D’Água com o objetivo de fazer um mapeamento das famílias de Bugios pra verificar se há mais primatas contaminados com a doença. Esse trabalho será estendido para a região do Paiol Velho.

    IMG_6856