Prefeitura de Vinhedo

Prefeitura

+ notícias

Reunião define cronograma do estudo hidrogeológico que será realizado em Vinhedo

A Sanebavi realizou na tarde desta terça-feira, 17, a primeira reunião com a empresa de engenharia vencedora do processo licitatório para realizar o estudo hidrogeológico que irá verificar a capacidade e a quantidade de água subterrânea disponível em todo o território de Vinhedo, além de levantar todos os poços cadastrados ou não no município.

O encontro serviu para definir o cronograma de trabalho que terá início na próxima semana.

“A primeira etapa dos trabalhos será concentrada nos onze poços profundos de propriedade da Sanebavi e que complementam o abastecimento de água para a população. A empresa fará o levantamento de todas as informações, das especificações técnicas de cada local e, na sequência, já irá iniciar a limpeza desses poços”, explica o superintendente da Sanebavi, Danilo Ferraz.

“Depois virão as outras fases que irão verificar a existência de poços não cadastrados e o quanto de recurso hídrico Vinhedo possui no subterrâneo. Esse estudo é fundamental para sabermos o quanto temos de água no município para atender a população atual e o futuro crescimento da cidade”, complementa, Danilo.

De acordo com o DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica), Vinhedo é pioneira nesse tipo de estudo no Estado de São Paulo.

Investimentos

Além do estudo hidrogeológico que será realizado em Vinhedo, a Sanebavi vem investindo em diversas ações para garantir água para o município nos últimos anos.

Nas ações de combate às perdas, foram realizados trabalhos de pesquisa e detecção de vazamentos não visíveis em todo o município e a substituição de redes antigas em alguns bairros.

A construção de um novo reservatório com capacidade para armazenamento de dois milhões de litros de água tratada na Estrada da Boiada e a terceira estação de tratamento de água do município, a ETA Capivari, também estão entre os investimentos realizados pela autarquia.

Estão previstas outras ações para continuar o trabalho de combate às perdas, entre elas a setorização de rede no Vista Alegre e São Joaquim, a finalização da substituição da rede adutora entre os reservatórios da Estrada da Boiada até o residencial Vista Alegre, a construção de um novo reservatório de um milhão de litros na região da Capela, e ainda, a setorização do Marambaia e da Capela, a reestruturação do ponto de captação de água bruta do córrego Bom Jardim e do rio Capivari e a construção de um reservatório de água tratada na Vila Hípica.