Prefeitura adota medidas imediatas após confirmação do 1° caso de chikungunya na cidade – Prefeitura de Vinhedo

Prefeitura de Vinhedo

  • Lei Orçamentária Anual (LOA) 2019:

    clique aqui e participe
  • Saúde

    + notícias

    Prefeitura adota medidas imediatas após confirmação do 1° caso de chikungunya na cidade

    A Prefeitura de Vinhedo, por meio da Secretaria de Saúde, adotou medidas imediatas após a identificação, nesta sexta-feira, 20, do primeiro registro do vírus chikungunya na cidade. Trata-se de um morador do Centro, que contraiu a doença no município, ou seja, é um caso autóctone. Ele está bem.

    Assim que recebeu a informação, a Prefeitura, por meio da equipe de Vigilância em Saúde, fez uma vistoria na casa do morador em busca de focos do mosquito Aedes Aegypti, que transmite não somente a chikungunya, mas também a dengue e a zika.

    Também está sendo feito o mesmo trabalho nas imediações de onde reside o cidadão. Em outra frente, a Prefeitura enviou informes a todos os serviços de saúde do município, independente se públicos ou particulares, alertando sobre a doença, uma vez que o diagnóstico precoce e o tratamento oportuno são imprescindíveis  na evolução benigna de cada caso. Auxilia, ainda, na adoção de medidas preventivas.

     

    A doença

    A febre chikungunya é uma doença transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus e é causada pelo vírus Chicv, da família Togaviridae. No Brasil, a circulação do vírus foi identificada pela primeira vez em 2014. A doença, apesar de pouco letal, é muito limitante. O paciente tem dificuldades de movimentos e locomoção por causa das articulações inflamadas e doloridas.

    Há a suspeita da doença em pessoas com febre maior que 38,5° acompanhada de artralgia intensa (dores nas juntas) ou artrite aguda não explicadas por outras condições.