Prefeitura de Vinhedo

Negócios Jurídicos

+ notícias

Com índice de resolutividade de 93%, Procon Vinhedo realizou mais de 5,8 mil ações em 2018

Relatório foi entregue no final da tarde desta segunda-feira, 11, ao prefeito Jaime Cruz






O Procon Vinhedo, órgão de proteção e defesa do consumidor, ligado à Secretaria de Negócios Jurídicos da Prefeitura, reconhecido como um dos mais atuantes do Estado, voltou a apresentar números expressivos em 2018, com total de 5.836 ações. Destaque para o índice de resolutividade de 97%. O relatório completo das ações foi entregue ao prefeito Jaime Cruz no final da tarde desta segunda-feira, 11.

“Em Vinhedo, damos todo o suporte necessário para as ações do Procon, que vem ano a ano se destacando neste importante trabalho de defesa do consumidor. No ano passado não foi diferente e esse relatório demonstra isso. Não apenas atendendo, mas possibilitando que haja uma resolução para os problemas apresentados, que é o que todos esperam”, destacou o prefeito Jaime Cruz.

O relatório foi entregue pelo secretário municipal de Negócios Jurídicos, Matheus Galbes, neste início da Semana do Consumidor. Em 2018, o Procon Vinhedo realizou 3.408 atendimentos e 2.428 Cartas de Informação Preliminar (CIPs), que são os casos onde efetivamente o cidadão tentou junto ao fornecedor de produtos ou serviços uma solução e não conseguiu, com total de 5.836 ações.

Para fotos em alta resolução, clique aqui

Das 2.330 CIPs concluídas, 93% foram resolvidas com a mediação do órgão. Dentre elas, houve ainda 368 casos que tiveram de ser enviados para mediação por meio do Centro Judiciário de Solução de Conflitos de Cidadania (Cejusc), com índice de 57% de acordos. Este mesmo relatório será apresentado durante a sessão da Câmara desta segunda-feira, 11, pelo secretário Matheus Galbes.

“O Procon de Vinhedo tem atuado com afinco na defesa dos direitos dos consumidores, visando harmonizar as relações de consumo, com iniciativas das mais diversas, como como palestras sobre educação ao consumo, orçamento familiar, fiscalização etc”, destacou o secretário Matheus Galbes.