Prefeitura de Vinhedo

  • Educação infantil:

    aberto credenciamento a instituições de ensino particular
  • Obras

    + notícias

    Obras de ampliação da ETE Pinheirinho seguem em ritmo acelerado

    A Prefeitura de Vinhedo, por meio da Sanebavi, prossegue com as obras de ampliação e adequação da ETE Pinheirinho. Na última quinta-feira, 22, a autarquia realizou a concretagem das paredes do novo tanque de aeração.

    “Esta obra, quando finalizada, tornará ainda mais eficiente nosso sistema de tratamento de efluentes, visando diminuir o impacto que o crescimento da cidade tem no meio ambiente de nossa região”, destacou o prefeito Jaime Cruz.

    A obra continua avançando. Já foi realizada a concretagem do novo tanque de aeração da estação, que é o sistema responsável pelo fornecimento de oxigênio necessário para que ocorram as reações e os processos de (bio) degradação ou depuração da matéria orgânica presente no esgoto.

    Também foram feitas duas concretagens da casa dos sopradores, que é uma estrutura de fundação responsável por absorver todas as cargas emitidas pela edificação e distribuí-las ao solo. Está sendo feito ainda a ampliação do prédio de abrigo da nova centrífuga para desaguamento de lodo e o novo gradeamento da estação elevatória de esgoto bruto.

    A obra terá 1.292,92 m², com um incremento de 87 litros por segundo e beneficiará aproximadamente 23 mil pessoas. O valor do contrato é de R$ 6.324.183,81, sendo R$ 4 milhões pelo FEHIDRO, a fundo perdido, ou seja, não é financiamento, sendo o restante como contrapartida da Sanebavi. O setor do município atendido pela ETE Pinheirinho concentra cerca de 60% da população vinhedense. Atualmente, está projetada para 40 mil habitantes, e com a ampliação, poderá atender mais de 63 mil.

    A adequação e ampliação da ETE Pinheirinho será dividida em três etapas. A primeira inclui novo conjunto de reatores formando câmara anóxica e tanque de aeração; implantação da casa dos sopradores com 2 sopradores; prédio de abrigo da nova centrífuga para desaguamento do lodo; casa de química com preparo e dosagem de polímero; novo gradeamento para remoção de sólidos grosseiros e estação elevatória de esgoto pré-gradeado e reforma da cabine primária.

    A segunda etapa inclui a reforma de 2 reatores existentes; nova caixa divisória de vazão para alimentação dos reatores; novas peneiras e caixa de areia e instalação de 2 sopradores na casa dos sopradores.

    Já a terceira etapa prevê a reforma de mais 1 reator existente; instalação das bombas dosadoras de cloreto e hidróxido na casa de química e novo sistema de armazenamento de cloreto férrico e hidróxido de sódio.