Prefeitura de Vinhedo

  • Festa da Uva e do Vinho 2019

    clique aqui
  • População em situação de rua

    A Prefeitura de Vinhedo promove ações em atenção às pessoas em situação de rua, a grupos familiares em trânsito e ao atendimento de dependência de droga.

    De forma pioneira na Região Metropolitana de Campinas (RMC), desde 2010 provê às pessoas que enfrentam este tipo de problema atendimento de proteção social considerado de média e alta complexidade, para que recuperem sua autonomia de forma integral e sejam reinseridos socialmente, sobretudo entre seus familiares.

    As buscas para identificação de pessoas neste tipo de situação são feitas de forma ativa no município e, também, a partir da verificação via Guarda Civil Municipal, em seus patrulhamentos diários.

    Todas as ações promovidas objetivam – sobretudo – criar oportunidades para que a pessoa nesta situação saia da rua a partir de um plano de metas, pelo qual possa, no menor tempo possível, ser reinserido na sociedade.

    Qualquer parte do acolhimento e atendimento depende, porém, da autorização por parte do cidadão (morador de rua ou não). Em todos os casos é trabalhada a aceitação da pessoa quanto ao encaminhamento ou acolhimento, para que possa ter acesso à proteção integral enquanto não reinserida na sociedade.

    Como é identificada a população de rua?

    Dentro das ações promovidas pela Prefeitura em atenção a este público estão abordagens frequentes feitas por assistentes sociais em logradouros públicos, praças, parques do município e que consistem em conhecer as circunstâncias destes cidadãos.Sobretudo nos horários noturnos, a Guarda Civil Municipal também coopera neste atendimento.

    Nestas abordagens são identificadas as pessoas, se são de Vinhedo, se estão em Vinhedo apenas de passagem ou, ainda, se são pessoas residentes nos bairros da cidade, mas costumam permanecer em locais públicos por outras vulnerabilidades (álcool e droga).

    Após a abordagem social, o que a Prefeitura faz?

    Quando há o aceite pelo cidadão, ele passa a ser atendido pela Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), que funciona Rua Oswaldo Cruz, nº 299, no Centro, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

    Em Vinhedo, assim que procura de forma espontânea o Creas ou é encaminhado ao local, o morador de rua é acolhido pela equipe de profissionais da pasta e passa por uma triagem, que é feita por um psicólogo e por um assistente social. Esta triagem permite que a equipe do Centro identifique os melhores atendimentos ao caso e, quando necessário, providencia o retorno da pessoa à sua cidade de origem, aos que estão apenas passando pela cidade.

    Se for preciso, para os moradores de Vinhedo há, também, o encaminhamento às clínicas para tratamento de dependência química ou, quando necessário, é feita a sensibilização visando o convencimento de adesão a um tratamento de droga-dependência em clínicas de recuperação.

    Se a pessoa em situação de rua não for de Vinhedo, o que é feito?

    Se não é morador de Vinhedo a equipe assistencial faz a identificação da cidade de origem desta pessoa e já providencia seu retorno ao município de origem, para início de inclusão na rede socioassistencial e a ação de sensibilização, pela cidade de origem, junto à família ou amigos desta pessoa.

    Se for preciso, para os moradores de Vinhedo há, também, o encaminhamento às clínicas para tratamento de dependência química ou, quando necessário, é feita a sensibilização visando o convencimento de adesão a um tratamento de droga-dependência em clínicas de recuperação. Também há o encaminhamento ao abrigo institucional.

    Há acolhimento institucional à pessoa em situação de rua em Vinhedo?

    A Prefeitura financia, pelo Selando Parcerias, um serviço de acolhimento institucional para pessoas em situação de rua e casa de passagem para pessoas e/ou grupo familiar em trânsito.

    Este serviço é executado por entidade habilitada e funciona como uma espécie de abrigo, acolhendo as pessoas que estão vivendo na rua até que seja feita sua reinserção na sociedade e no contexto de suas famílias ou, ainda, seu encaminhamento à cidade de origem (quando não é de Vinhedo).

    Neste serviço os acolhidos contam com assistente social, psicólogo e terapeuta ocupacional, que fazem o acompanhamento individual, contatos com familiares, inserção em atendimentos médicos, orientação e inclusão no mercado de trabalho, internação em clínica de recuperação, oficinas terapêuticas de trabalhos manuais, reflexão em grupo sobre diversos assuntos, oferece respaldo espiritual e faz a articulação com outros serviços do município.

    Durante o período que estão em acolhimento estas pessoas recebem os cuidados necessários como moradia, alimentação, banho, vestuários e outros. Quando a pessoa apresenta condições emocional e financeira de se manter, é feito seu desligamento.

    Há outros encaminhamentos?

    Nos casos em que a indicação não seja de internação ou de encaminhamento ao abrigo, a pessoa em situação de rua é encaminhada para outros atendimentos, tais como a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), Centro de Atenção Psicossocial (Caps) ou atendimento ambulatorial de tratamento em entidade parceira.

    Em todos os casos é trabalhada a aceitação da pessoa quanto ao acolhimento e para que possa ter acesso à proteção integral enquanto não reinserida na sociedade.

    Como aciono uma abordagem social?

    Pode entrar em contato com o Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) também pode ajudar pelos números de telefone (19) 3826-8763 ou 3826-8728, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas; e funciona na Rua Osvaldo Cruz, nº 299, Centro.

    Após as 18 horas é possível acionar a Guarda Civil Municipal, pelo telefone 153, para verificação de pessoas em situação de rua. Para conhecer o protocolo de atendimento da corporação, para este tipo de situação, consulte o arquivo abaixo:

    Por que a Prefeitura não impede a presença de moradores de rua na cidade?

    A Prefeitura de Vinhedo respeita o artigo 5º da Constituição Federal e, dentro de sua liberdade individual, ninguém pode ser obrigado a participar de um serviço ao qual não manifestem interesse.

    Para explicar a importância na inserção nos serviços, porém, os técnicos da rede socioassistencial se esforçam nas abordagens semanais, no intuito de sensibilizar a pessoa em situação de rua a aderir ao serviço de acolhimento e outros encaminhamentos pertinentes a cada situação, para que ela entenda esta inserção como oportunidades de condições de acolhida e para reconstruir seus projetos de vida, respeitando suas escolhas.

    Realmente é um processo árduo e que envolve a construção de vínculos dos profissionais envolvidos com o usuário, para que haja resultados.

    Calendário de eventos

  • dom seg ter qua qui sex sáb
    1
    7º Sagrado no Memorial – Exposição Natalina 10:00
    7º Sagrado no Memorial – Exposição Natalina @MEMORIAL DO IMIGRANTE
    jan. 1@10:00
    *ENTRADA GRATUITA!!! *Período de 03.12.2018 à 06.01.2019 *De segunda à Sexta  – 10h às 17h *Aos Sábados das 10h às 13h
    2
    7º Sagrado no Memorial – Exposição Natalina 10:00
    7º Sagrado no Memorial – Exposição Natalina @MEMORIAL DO IMIGRANTE
    jan. 2@10:00
    *ENTRADA GRATUITA!!! *Período de 03.12.2018 à 06.01.2019 *De segunda à Sexta  – 10h às 17h *Aos Sábados das 10h às 13h
    3
    7º Sagrado no Memorial – Exposição Natalina 10:00
    7º Sagrado no Memorial – Exposição Natalina @MEMORIAL DO IMIGRANTE
    jan. 3@10:00
    *ENTRADA GRATUITA!!! *Período de 03.12.2018 à 06.01.2019 *De segunda à Sexta  – 10h às 17h *Aos Sábados das 10h às 13h
    4
    7º Sagrado no Memorial – Exposição Natalina 10:00
    7º Sagrado no Memorial – Exposição Natalina @MEMORIAL DO IMIGRANTE
    jan. 4@10:00
    *ENTRADA GRATUITA!!! *Período de 03.12.2018 à 06.01.2019 *De segunda à Sexta  – 10h às 17h *Aos Sábados das 10h às 13h
    5
    7º Sagrado no Memorial – Exposição Natalina 10:00
    7º Sagrado no Memorial – Exposição Natalina @MEMORIAL DO IMIGRANTE
    jan. 5@10:00
    *ENTRADA GRATUITA!!! *Período de 03.12.2018 à 06.01.2019 *De segunda à Sexta  – 10h às 17h *Aos Sábados das 10h às 13h
    6
    7
    8
    9
    10
    11
    13
    14
    15
    16
    17
    18
    19
    20
    21
    22
    23
    24
    25
    26
    27
    28
    29
    30
    31
  • banner banner banner banner