Prefeitura de Vinhedo

  • Campanhas de vacinação

    2_erickleitepmvhpv01

    A prevenção de doenças com a ajuda da imunização é uma conduta de extrema importância e de responsabilidade tanto dos cidadãos quanto do município. Por isto, não só o público infanto-juvenil quanto os adultos e idosos têm que estar com as doses em dia.

    Sabendo disto, a Prefeitura de Vinhedo convocou em janeiro de 2015 a população para que procurasse a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência, a fim de atualizar a carteirinha de vacinação. Lembre-se que as unidades escolares municipais solicitam sempre este documento no momento de inscrição ou rematrícula.

    O mês de janeiro foi escolhido à convocação para atualização visto que é o período em que as crianças estão em férias escolares, vislumbrando uma excelente oportunidade para que os pais pudessem olhar com atenção a carteirinha de vacinação e, se houver a necessidade de atualizá-la, comparecer junto com seus filhos nas UBS.

    Vacinação contra raiva animal

    A Vigilância em Saúde aplica a vacina contra raiva em cães e gatos diariamente. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8 às 16 horas, na sede do próprio setor:

    Endereço: Avenida João Páffaro, 556, Pinheirinho
    Telefones: (19) 3886-6300 ou 3886-5333
    E-mail: zoonoses@vinhedo.sp.gov.br

    Em setembro está programada a intensificação desta ação com a campanha rural  entre 8 e 30 de setembro de 2016 e a campanha urbana nos dias 17, 18, 24 e 25 de setembro de 2016, em postos volantes. Confira a programação completa:

     

    Vacinação contra o Influenza A/H1N1

    De acordo com informações do departamento de Vigilância em Saúde, as doses da vacina contra o Influenza A/H1N1 foram enviadas ao município pela Secretaria de Estado da Saúde ao fim de abril de 2016.

    A campanha teve como enfoque os grupos considerados de risco, ou seja, as gestantes, puérperas (mulheres que deram a luz há 45 dias), crianças de 6 meses a 5 anos, idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde e pessoas com doenças crônicas, tais como respiratória, cardiológica, renal, hepática, neurológica, diabetes, imunossupressão, transplantados, obesidade e trissomias.

    Quais são as vacinas que a população mais se esquece de tomar?

    Em levantamento feito pela Secretaria M. de Saúde as vacinas que mais caem no “esquecimento” do morador de Vinhedo são as doses de reforço da DPT (Difteria, Perturssis [coqueluche] e tétano) e da poliomielite, aos quatro anos de idade. Na faixa etária dos 15 anos estão as vacinas da dT (Difteria e Tétano) e da SCR (Sarampo, Caxumba e Rubéola).

    Também há as vacinas SCR e da Hepatite B para as crianças e adolescentes que não receberam o número de doses para completar o esquema correto. Além dessas, ainda há a vacina contra o HPV, aplicada em duas doses, que previne contra o câncer de colo de útero.

    Quem pode tomar a vacina contra o HPV?

    A vacina contra o HPV é para as meninas de 11 a 13 anos e está disponível em todas as salas de vacina desde março de 2014. Quem estiver dentro da faixa etária e ainda não recebeu suas doses, deve comparecer à UBS para iniciar o esquema vacinal.

    Quais são as vacinas para adultos e idosos?

    Embora muitas pessoas associem a imunização às crianças e aos adolescentes, não são apenas eles que precisam estar com a carteirinha de vacinação em dia. Adultose idosos também devem estar atentos às vacinas e reforços que precisam ser tomados ao longo dos anos. Entre elas está a vacina dT, contra difteria e tétano, que precisa ser atualizada a cada dez anos.

    Como faço para consultar o calendário anual de vacinação?

    O Ministério da Saúde divulga em seu sítio eletrônico o calendário anual de vacinação aos públicos infanto-juvenil, adulto e idoso.

    Qual é a cobertura vacinal em Vinhedo?

    Em Vinhedo a cobertura vacinal do município atende às metas propostas pelo Ministério da Saúde em 95% em todas as vacinas disponíveis para as crianças de até 12 meses. Já nas campanhas nacionais de vacinação, para diversas faixas de idade, as coberturas são de:

    – 100% contra a paralisia Infantil, sendo que a meta é de 95%;
    – 99% contra o sarampo, sendo que a meta é de 95%;
    – 89% contra a gripe, sendo que a meta é de 80%;
    – 82% na primeira dose contra o HPV, sendo que a meta é de 80%;
    – 83% na segunda dose contra o HPV, sendo que a meta é de 80%.
    Os dados acima são das campanhas realizadas em 2014. Para mais informações sobre campanhas nacionais de vacinação, não deixe de clicar aqui.

    Vinhedo promove o monitoramento rápido da cobertura vacinal?

    Esta é uma proposta do Ministério da Saúde, para avaliação da cobertura vacinal no local de residência. Em Vinhedo os trabalhos foram iniciados em 24 de fevereiro de 2015, contando com dois funcionários do Departamento de Vigilância em Saúde, do setor de vigilância epidemiológica. Nesta ação os colaboradores vão às residências devidamente identificados com credencial, camiseta com referência ao Programa Nacional de Imunização e em carro oficial.

    Em toda abordagem se apresentam e esclarecem o procedimento que será realizadao, solicitam a carteira de vacinação e observam todas as anotações. Se necessário encaminham à sala de vacina mais próxima à residência. Todas as salas de vacina estão informadas e capacitadas para receber esta demanda que em Vinhedo, por sinal, é baixa em virtude da cobertura municipal de vacinação e o comprometimento da equipe de saúde em preservar esta meta. Este monitoramento é informado ao Ministério da Saúde por meio de sistemas próprios para acompanhamento.

    As ações também ocorrem após às 18 horas, pois é o período que os responsáveis pela criança/menor estão nas residências e visto que este monitoramento é voltado para crianças abaixo de 5 anos de idade.

    Como está o abastecimento da vacina de catapora e de outras? Quem é o órgão responsável pelo fornecimento?

    O Programa Nacional de Imunização é um programa vinculado ao Ministério da Saúde, que define as ações e responsabilidades das três esferas dos poderes (municipal, estadual e federal). Mantém, ainda, as ações essenciais e que inclui o fornecimento de vacinas, enquanto que o Estado coordena a e assessora tecnicamente e o município as executa.

    Desde 22 de novembro de 2015 Vinhedo – por meio do departamento de Vigilância em Saúde – tem passado os informes sobre o desabastecimento de algumas vacinas pela federação. Este desabastecimento hora é justificado por problemas de produção do laboratório nacional, hora pela morosidade nos trâmites de liberação do Termo de Guarda entre o laboratório fornecedor e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, ainda, por diminuição de cotas mensais distribuídas aos Estados.

    Salas de vacina

    Centro Médico Dr. Manoel Matheus Neto
    Endereço: Avenida Presidente Castelo Branco, 1375, Jardim São Matheus
    Telefones: (19) 3876-1972 ou 3886-2394
    E-mail: centromedico.saude@vinhedo.sp.gov.br
    Horário de funcionamento da sala de vacina: de segunda a sexta-feira, das 7 às 16 horas.

    Policlínica
    Endereço: Rua Juliana Von Zuben Dêgelo, 90, Capela
    Telefones: (19) 3876-1726 ou 3886-8415
    E-mail: policlinica@vinhedo.sp.gov.br
    Horário de funcionamento da sala de vacina: de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas.

    UBS do Vila Planalto
    Endereço: Rua Brasília, 273, Vila Planalto
    Telefones: (19) 3876-1841
    E-mail: ubsplanalto@vinhedo.sp.gov.br
    Horário de funcionamento da sala de vacina: de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas

    Nas demais UBSs o horário de funcionamento da sala de vacina segue o regular do início do expediente até às 16 horas.