Prefeitura de Vinhedo

  • Participe da LDO 2019:

    envie suas sugestões
  • Emergência e urgência

    Essas unidades de saúde funcionam 24 horas por dia, sete dias por semana. Prestam atendimento aos pacientes que estão acometidos por quadros de urgência e emergência e realizam o atendimento inicial, estabilizando o paciente e definindo o encaminhamento responsável.

    Quando o paciente chega às unidades, os profissionais prestam o socorro necessário, controlam o problema e detalham o diagnóstico. Também analisam se é necessário encaminhar o paciente a um hospital ou mantê-lo em observação.

    Já o atendimento de obstetrícia é feito diretamente na Santa Casa (porta aberta).

    Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) – 24 horas

    Pronto-atendimento 24 horas, com atendimento de urgência e emergência de clínico geral e pediatria. Atendimento de obstetrícia é feito diretamente na Santa Casa de Vinhedo (porta aberta).

    Endereço: Avenida Engenheiro Aurélio Frediani, nº 45, Jardim Santa Rosa
    Telefones: (19) 3886-5878, 3886-5841 e 3886-4562
    E-mail: upa@vinhedo.sp.gov.br
    Horário de funcionamento: segunda a segunda, 24 horas (a farmácia é das 7 às 19 horas)

    Pronto-Atendimento (PA) – Capela

    Pronto-atendimento 24 horas, com clínico geral.

    Endereço: Rua Juliana Von Zuben Dêgelo, 90, Capela
    Telefone: (19) 3876-5699
    E-mail: pacapela.saude@vinhedo.sp.gov.br
    Horário de funcionamento: segunda a segunda, 24 horas

    Suporte básico de vida (ambulâncias)

    Atendimento móvel de urgência 24 horas com ambulâncias de suporte básico de vida.

    Telefone: 192
    Horário de funcionamento: segunda a segunda, 24 horas

    Atenção hospitalar

    O atendimento é referenciado pela UPA ou PA-Capela nos casos de urgência e emergência e pela Central Municipal de Regulação, para atendimento eletivo.

    Casos que necessitam de atenção terciária são encaminhados por meio da Central de Vagas para outros hospitais da região, mais frequentemente aos Hospital das Clínicas da UNICAMP, Hospital e Maternidade Celso Pierro da PUCCAMP, Maternidade de Campinas, Hospital Mário Gatti, CAISM da UNICAMP, Hospital Universitário São Francisco de Assis da Faculdade de Medicina de Bragança Paulista, Hospital São Vicente de Paula de Jundiaí, entre outros.

    Quando a vaga de atendimento se dá fora do município, esta solicitação é feita de forma municipal ao sistema regional da Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross), que é vinculado à Diretoria Regional de Saúde (DRS) VII – Campinas.

    Este sistema CROSS tem por finalidade operacionalizar as ações de regulação da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES/SP). Quando disponibilizada a vaga via CROSS, a Central Municipal de Regulação entra em contato com o paciente.

    Ambulâncias

    Vinhedo conta com dois serviços para atendimento a situações de urgência: para urgências clínicas e traumáticas, que é o serviço municipal 192, de suporte básico de vida; e para resgate e salvamento, por meio do serviço de Resgate do Corpo de Bombeiros.

    Em Vinhedo não há o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), isto porque à sua existência deve haver duas condições: ser município de grande porte, com dois ou mais serviços de atendimento hospitalar (não se enquadra Vinhedo); regionalmente envolver vários municípios definidos por rede de assistência hospitalar.

    Diante desta definição Vinhedo participa das discussões sobre a implantação do SAMU regional para a área de assistência de saúde do município de Campinas desde 2005, como cidade interessada na implantação deste serviço. Contudo, muitas são as variáveis que interferem neste processo de implantação, incluindo as divergências nas políticas públicas de saúde entre a esfera federal e estadual, visto que o SAMU é uma política defendida pela esfera federal e não aceita pela esfera estadual; e a rede de financiamento que atribuem aos municípios a responsabilidade financeira sobre a implantação e manutenção do SAMU, entre outras variáveis.

    Assim sendo, a implantação do SAMU não é uma decisão isolada do município de Vinhedo, mas um projeto de ordem metropolitana.