Prefeitura de Vinhedo

  • Cidadão

    + notícias

    Decreto define regramentos para mais uma edição da Operação Estiagem

    Nesta quinta-feira, 15, foi publicado no Boletim Municipal o Decreto n°195, assinado pelo prefeito Jaime Cruz, que anuncia a criação da Operação Estiagem 2019, em decorrência do período de estiagem e da escassez hídrica, e a possibilidade requisição administrativa de recursos hídricos particulares e imóveis que possuam em seus limites lagos, nascentes e outras formações aquíferas para atender as necessidades de abastecimento do município.

    “Estamos no período de estiagem, quando os mananciais ficam mais escassos, trazendo a necessidade de medida mais rigorosas para garantir o abastecimento de água da cidade até o retorno da estação chuvosa. Aproveitamos a oportunidade para solicitar a todos o máximo de consciência no uso da água, esse bem precioso e limitado”, destacou o prefeito Jaime Cruz.

    Considerando a escassez de água por conta do longo período de estiagem que vem exigindo maior cautela do Estado de São Paulo, o decreto tem validade de 120 dias, podendo ser prorrogado por igual período, caso seja necessário.

    Durante o período do decreto está proibido utilizar água para molhar gramas ou jardins, manter abertas torneiras e mangueiras, lavar calçadas, ruas, varandas, pátios ou quintais e veículos. Os estabelecimentos lava-jatos deverão possuir sistema que reduza o consumo de água tratada ou que permita a reutilização.

    A medida não se aplica, por exemplo, para as obras de construção ou reforma de imóveis, calçamentos ou passeios públicos, lavagens de veículos com produto específico de lavagem a seco, lavagem de calçadas, quintais, pátios, varandas, telhados, paredes, vidraças e calhas, deste que através de utilização de água de reuso, balde e pano, bem como aguar gramados ou jardins, mediante utilização de balde e regador.

    Em caso de descumprimento o usuário será advertido por escrito através da entrega de Notificação pessoal, dada à ciência inequívoca da infração, e em caso de reincidência poderá ser multado de uma a três vezes o valor do preço público de ligação de água vigente.

     

    Uso racional de água

    Nesse período crítico, a orientação é para que todos utilizem a água apenas para as necessidades básicas (higiene pessoal, preparo de comida, lavagem de roupas e utensílios). Ações simples, adotadas no dia a dia contribuem para o uso racional da água:

    – Mantenha a torneira fechada enquanto escova os dentes ou faz a barba. A economia pode chegar a 80 litros.
    – Tome banhos rápidos de até cinco minutos.
    – Não utilize a descarga sem necessidade. Não utilize a descarga sem necessidade. São consumidos 20 litros de água por acionamento.
    – Só ligue a máquina de lavar louça ou roupa quando for usar toda a capacidade dela
    – Feche a torneira enquanto esfrega a roupa no tanque
    – Hidrômetro girando sem consumo de água é indício de vazamento
    – Reutilize a água sempre que possível.

    Estiagem (2)