Prefeitura de Vinhedo

  • CONCURSO PÚBLICO PARA 158 VAGAS:

    CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE
  • Assistência Social

    + notícias

    Aplicativo para receber Auxílio Emergencial do Governo Federal já está disponível para download

    Nesta terça-feira, 7, a Caixa Econômica Federal liberou o aplicativo para cadastramento do auxílio de renda básica emergencial. O programa é voltado para trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos, desempregados e contribuintes individuais do INSS que não estão inscritos nas bases de dados do Governo Federal.

    A ajuda consiste no pagamento mensal de um valor de R$ 600,00 ou R$ 1.200,00, inicialmente por 3 meses. O objetivo do programa é ajudar pessoas afetadas pelo isolamento social, recomendação do governo para conter a pandemia da Covid-19.

    Segundo o cronograma de pagamento do Governo Federal, a expectativa é liberar o dinheiro em até 48 horas após o recebimento do cadastro.

    O cadastro será feito pelo aplicativo Caixa Auxilio Emergencial, que já está disponível para download. O aplicativo será usado para cadastrar trabalhadores que não estão registrados em outros bancos de dados do governo, como o programa Bolsa Família ou o Cadastro Único (CadÚnico). Quem já tem cadastro nesses programas, não é necessário fazer uma nova inscrição.

    Não é preciso ter créditos no celular para acessar o aplicativo. O cadastro também pode ser feito pelo site https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio. Para dúvidas ou informações específicas, o telefone 111 está disponível. Para agilizar o processo, a Caixa anunciou a opção de abrir uma conta poupança digital sem custos, evitando a aglomeração de pessoas nas agências.

    Aqueles que têm direito ao benefício poderão solicitar transferência para a conta de sua preferência, em qualquer banco, sem custo. Para os que precisarem sacar, poderão ir presencialmente a lotéricas, agências da Caixa ou do Banco do Brasil.

    Para receber a ajuda é preciso ser maior de 18 anos, não ter emprego formal, não receber benefício previdenciário ou assistencial (exceto o Bolsa Família), ter renda mensal de até meio salário mínimo (R$ 522) por pessoa da família ou renda familiar que não ultrapasse o valor de R$ 3.135.

    Quem recebe o Bolsa Família pode receber o auxílio, desde que o benefício original seja inferior ao auxílio de R$ 600, neste caso prevalece o pagamento de maior valor, sem acumular.

    O benefício pode ser recebido por até duas pessoas da mesma família, acumulando o valor de R$ 1.200. O mesmo montante deve ser pago a mulheres que sustentam sozinhas as suas famílias.

    Quem tiver alguma dificuldade pode entrar com contato com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Vinhedo, pelo telefone 3876-6635, e pedir orientação.