Prefeitura de Vinhedo

  • Sanebavi

    + notícias

    Sanebavi anuncia maior investimento em captação de água em mais de 30 anos

    A Prefeitura de Vinhedo vai investir R$ 1,8 milhão para melhorar o abastecimento de água para os moradores, com a execução de barragem e aumento do volume de captação do Rio Capivari. O anúncio foi feito pelo prefeito Dario Pacheco em sua live semanal desta quinta-feira (18). A live acontece sempre às quintas-feiras, na sua página no Facebook, a partir das 17h.

    As obras vão praticamente dobrar a capacidade de captação de água do Rio Capivari, que abastece a maior parte, 60%, dos moradores de Vinhedo. Desde a década de 1980 o sistema de saneamento da cidade não recebia obras desse porte.

    “O Rio Capivari é a maior fonte de captação de água bruta em Vinhedo. Com a estrutura atual, na época de chuvas captamos entre 300 e 370 metros cúbicos de água por hora, sendo que a outorga nos permite captar 600 metros. Com essas obras, vamos quase dobrar a captação, o que significa maior oferta de água à população”, explicou dr. Dario.

    A verba é proveniente de um convênio efetivado no último dia 21 com o Ministério do Desenvolvimento Regional e que foi publicado no Diário Oficial da União.  O município fará contrapartida de R$ 300 mil.

    “Vamos captar mais água, trazendo maior estabilidade hídrica para o Município, especialmente durante o período de estiagem”, destacou o superintendente da Sanebavi, Jaderson Spina.

    Segundo Spina, o sistema de captação de Vinhedo hoje está obsoleto. As bombas são antigas, não há filtragem de resíduos e a barragem de reservação da água captada é feita em uma estrutura de pedra.

    “Com esses recursos, vamos criar uma barragem com obra de engenharia, adequada e com maior capacidade de reservação. O sistema terá ainda uma nova bomba, mais moderna e potente, e um novo sistema para filtrar detritos”, explicou o superintendente.

    O tratamento dessa água continuará sendo feito na ETA 1, até que as obras da ETA 3 estejam concluídas, o que está previsto para ocorrer até o final deste ano. “A ETA 3 vai aliviar a ETA 1, ampliar ainda mais a capacidade de tratamento e a qualidade da água”, disse Spina.

    A busca pela sustentabilidade hídrica de Vinhedo é uma das principais metas da atual gestão que trabalha, atualmente, no desenvolvimento de plano hídrico atualizado e sustentável para a cidade.

    Sistema de abastecimento

    O abastecimento de água em Vinhedo é feito principalmente pela captação do Rio Capivari, que atende cerca de 60% da cidade. O Córrego do Bom Jardim (Fazenda Cachoeira) responde por 20%, a Lagoa da Cerâmica São Joaquim por 10% e os demais sistemas por 10%. A ETA 1 distribui 70% da água tratada de Vinhedo, a ETA 2 distribui 27% e os 3% restantes são de poços artesianos.

    Entendendo a outorga

    Vinhedo pertence à Bacia Hidrográfica dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), que nasce em Minas Gerais. A Bacia integra o chamado Sistema Cantareira, que abastece toda a região e parte da grande São Paulo.

    Os municípios da bacia e do Cantareira têm concessão de captação de água definidos em outorga, revisada periodicamente, de acordo com a população.

    A outorga de Vinhedo é de captação de até 600 metros cúbicos por hora na época de chuvas e cheia dos rios e de até 450 metros cúbicos por hora nos períodos de estiagem, quando a vazão dos rios diminui, geralmente entre junho e setembro.