Ir para o conteúdo

Prefeitura de Vinhedo e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Vinhedo
Acompanhe-nos:
Rede Social Agenda
Rede Social Whatsapp
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAI
19
19 MAI 2022
EDUCAÇÃO
Secretaria de Educação de Vinhedo promove Fortalecendo Vínculos sobre combate ao abuso infantil
enviar para um amigo
receba notícias
Divulgação de material informativo acontece nas unidades educacionais da Rede Municipal durante o mês de maio
A Secretaria de Educação de Vinhedo está divulgando material informativo sobre o combate à violência e exploração sexual contra criança e adolescente no projeto Fortalecendo Vínculos do mês de maio, nas unidades educacionais da Rede Municipal. O material traz dados sobre abuso infantil no Brasil, quais comportamentos as vítimas podem apresentar e como denunciar. O dia 18 de maio é o Dia Nacional do Combate à Violência e Exploração Sexual Contra a Criança e Adolescente.
 
“É uma reflexão sobre um assunto delicado, porém, necessário”, afirma a secretária de Educação, Rogéria Nicoletti. O Fortalecendo Vínculos é um projeto da Secretaria Municipal de Educação de Vinhedo que, através do Programa de Apoio Pedagógico (Proape), promove a saúde mental e o fortalecimento de relações interpessoais saudáveis, a partir de atividades desenvolvidas no ambiente escolar.
 
Durante todo o ano, a equipe do Fortalecendo Vínculos trará diversos assuntos para reflexão sobre a rotina escolar e algumas propostas desse projeto podem ser acessadas em https://bit.ly/fortalecendovinculosnoyoutube.
 
Dia Nacional do Combate à Violência e Exploração Sexual Contra a Criança e Adolescente
 
A data foi instituída após a menina Araceli Crespo, de 8 anos, ter sido drogada, espancada, estuprada e morta em 1973, no Espírito Santo. Os acusados, nunca condenados, eram membros de famílias importantes do Estado, conhecidos por suas festas, associações com drogas, violência sexual de menores, com uma rede de influência que envolvia policiais, membros do judiciário e políticos. O corpo de Araceli só foi enterrado três anos depois do assassinato.
 
Autor: Silvana Guaiume
Secretarias Vinculadas
Seta
Versão do Sistema: 3.2.8 - 16/11/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia