Ir para o conteúdo

Prefeitura de Vinhedo e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Vinhedo
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Rede Social Whatsapp
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAI
21
21 MAI 2021
ADMINISTRAÇÃO
Prefeitura de Vinhedo economiza R$ 2,87 milhões com a realização de pregões eletrônicos
enviar para um amigo
receba notícias
Modalidade foi implementada no dia 23 de março e 14 processos já foram realizados pelo novo sistema

A Prefeitura de Vinhedo economizou R$ 2,87 milhões com a realização de pregões eletrônicos, modalidade de licitação para compras de produtos e serviços municipais implementada este ano, em março, pela gestão do prefeito Dario Pacheco. Segundo a Secretaria de Administração, foram realizados 14 pregões eletrônicos desde 23 de março, quando eles foram adotados, para a compra de produtos variados, desde massa asfáltica até kits de alimentação escolares.

“O pregão eletrônico é muito mais transparente, ágil e econômico para a administração pública. Vinhedo era uma das únicas cidades da nossa região que não usava essa modalidade de compras. Treinamos nossos servidores para que pudéssemos operar com as ferramentas necessárias e o resultado é essa grande economia que estamos vendo”, destacou o prefeito Dario Pacheco.

A secretária de Administração, Cristiane Panizza, disse que a credibilidade do município com os fornecedores deu um salto após a adoção do pregão eletrônico. “Em todo o ano de 2020, a Prefeitura recebeu 23 novos cadastros de fornecedores interessados em vender para a administração pública. Este ano, até maio, já tínhamos 18 pedidos de cadastro de novos fornecedores. Eles estão acreditando mais na nossa cidade, na nossa transparência”, disse Cristiane.

A secretária informou que os servidores da Administração estão sendo capacitados para operar os pregões eletrônicos. “Vamos compor um time de servidores para atuar na nova modalidade”, disse. Ela lembrou que a nova legislação federal de licitações também prioriza a qualidade do produto e não apenas o menor valor. “Antes as compras eram feitas com a empresa que oferecia o menor valor. Com a nova lei, a qualidade do produto também influencia. Isso nos permite comprar com menor preço e melhor qualidade”, disse.

 

Mais economia

A secretária comentou que neste ano foram realizados 19 pregões presenciais e em apenas um deles houve uma economia de R$ 1,5 milhão para os cofres municipais. Sete empresas participaram e deram cerca de 500 lances.

Seta
Versão do Sistema: 3.2.5 - 03/08/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia