Ir para o conteúdo

Prefeitura de Vinhedo e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Vinhedo
Acompanhe-nos:
Rede Social Agenda
Rede Social Whatsapp
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
OUT
01
01 OUT 2021
DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO
Vinhedo é uma das cidades que mais geram empregos na RMC este ano
enviar para um amigo
receba notícias
Números colocam Vinhedo como uma das cidades mais dinâmicas na geração do emprego este ano, em sexto lugar na RMC
Vinhedo mais uma vez se destaca na geração de empregos. A cidade  gerou 2.966 empregos formais, com carteira assinada, este ano, no período de janeiro a agosto, segundo dados do Ministério do Trabalho e Previdência. O número de pessoas empregadas na cidade aumentou 7,7% em agosto, em relação a janeiro deste ano. Os números colocam Vinhedo como uma das cidades mais dinâmicas na geração do emprego este ano, em sexto lugar na Região Metropolitana de Campinas (RMC) tanto no número de vagas criadas como na porcentagem de aumento de postos de trabalho.

“Vinhedo tem um setor produtivo muito forte e uma população muito trabalhadora. Esse números consolidam nossa posição de cidade geradora de empregos, com destaque para nossas indústrias. Todos os setores, juntos, fazem de Vinhedo uma cidade produtiva e com alta qualidade de vida”, disse o prefeito Dario Pacheco.

Em 31 de agosto, conforme o Ministério do Trabalho, Vinhedo tinha 41.498 pessoas empregadas com carteira assinada, o que representa 50,9% da população com trabalho formal. Vinhedo é a terceira cidade com maior índice de empregabilidade da RMC, atrás de Holambra (66,8% da população empregada) e Jaguariúna (56,7%).

O setor industrial é quem mais gera empregos em Vinhedo, com 45,1% do total de vagas formais da cidade. O setor de serviços é o segundo que mais emprega, com 35,2%, seguido do comércio, com 17,18%. A construção civil tem 2,35% do total de empregados formais no município e a agropecuária tem 0,17%.

RMC

Na região metropolitana de Campinas foram criados 56.056 postos de trabalho de janeiro a agosto deste ano. O aumento no número de vagas no mês de agosto, em relação a janeiro, foi de 5,93%. As 20 cidades da RMC tinham 1.000.773 empregados formais em 31 de agosto, 29,9% de sua população empregada.

Dados no Estado e no País

No Brasil, até agosto, foram gerados 2.203.987 postos de trabalho formal, crescimento de 5,6% em agosto em relação a janeiro. São 41.566.955 brasileiros empregados em agosto, 19,5% da população nacional. No Estado de São Paulo a geração de vagas foi de 704.174 este ano, aumento de 5,75% em agosto em relação a janeiro.  Em agosto o Estado tinha 12.944,148 empregos formais, 27,7% da população empregada.
 
Empregabilidade

Holambra – 66,8% da população empregada
Jaguariúna – 56,7% da população empregada
Vinhedo – 50,9% da população empregada
RMC – 29,9% da população empregada
Estado de São Paulo – 27,7% da população empregada
Brasil – 19,5% da população empregada
 
Número de vagas criadas de janeiro a agosto na RMC

Campinas – 18.885
Indaiatuba – 5.391
Americana – 5.353
Sumaré – 3.601
Paulínia – 3.480
Vinhedo – 2.966
 
Aumento de empregos em agosto em relação a janeiro

Monte Mor – 10,25%
Artur Nogueira – 9,9%
Nova Odessa – 8,12%
Paulínia – 8,11%
Morungaba – 7,87%
Vinhedo – 7,7%
 
 
Autor: Silvana Guaiume
Seta
Versão do Sistema: 3.2.8 - 16/11/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia