Ir para o conteúdo

Prefeitura de Vinhedo e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Vinhedo
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Rede Social Whatsapp
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
DEZ
13
13 DEZ 2021
DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO
Prefeitura de Vinhedo se destaca na internacionalização de empresas da cidade
enviar para um amigo
receba notícias
Nove empresários do município aderiram ao Programa de Qualificação para Exportação (Peiex), oferecido pela Apex-Brasil em parceria com a Facamp
A Prefeitura de Vinhedo é uma das mais ativas da região no projeto de internacionalização das empresas instaladas em seu território. Nove empresários da cidade aderiram este ano ao Programa de Qualificação para Exportação (Peiex), oferecido pela Apex-Brasil em parceria com a Facamp, através de um convênio realizado com a Prefeitura. O convênio busca tornar Vinhedo pioneira e referência na exportação de seus produtos e serviços.

“Parabenizo a Prefeitura de Vinhedo por estar no caminho certo de transformar a cidade em um polo de referência em negócios internacionais”, disse o gerente executivo do Peiex-Facamp, Olavo Furtado. “Trabalhando todos juntos, Vinhedo será cada vez maior”, afirmou o prefeito Dario Pacheco. Ele agradeceu o apoio do Peiex e da Facamp no projeto de tornar as empresas da cidade cada vez mais internacionais e, portanto, mais competitivas.

“Vinhedo se destaca na região por seu polo industrial e de negócios. Somos uma das cidades que mais empregam em todo o Brasil, com mais de 50% da população empregada, sendo que a maioria está no setor industrial. Estamos trabalhando juntos com esses importantes parceiros, que são o Peiex e a Facamp, para que possamos gerar ainda mais empregos e riqueza”, disse dr. Dario.

O secretário de Indústria, Comércio e Agricultura, Tiago de Paula, teve a iniciativa de conversar com o representante do Peiex-Facamp no início do ano para criar um convênio na cidade. “Trouxemos o projeto em fevereiro, aprovamos o convênio na Câmara Municipal e, ao fim do ano, temos que comemorar as nove empresas que estão se preparando para o mercado internacional através da exportação. Vamos continuar trabalhando para ampliar ainda mais esse número e a internacionalização na nossa cidade. Tenho certeza que mais empresas virão”, afirmou.

Furtado lembrou que o Programa de Exportação é nacional e que a meta do Peiex-Facamp é a adesão de 200 empresas até o final de 2022. A abrangência do Peiex-Facamp, na qual Vinhedo está inserida, é de 91 cidades do interior de São Paulo. Ele destacou o interesse das nove empresas da cidade. “Vinhedo tem uma grande capacidade de trazer receitas do mercado externo”, afirmou. O gestor do Núcleo Peiex-Facamp apresentou números que confirmam essa vocação do município.

Em 2019, segundo apontou Furtado, Vinhedo foi a única cidade da RMC com mais de 20% de suas empresas dedicadas à exportação. Como comparação, 22,6% das empresas de Vinhedo exportaram seus produtos em 2019, ante 8,1% das empresas de Campinas, a cidade sede da região.

Furtado apontou ainda que Vinhedo foi a terceira cidade com maior índice per capita da RMC, em 2019. O índice per capita é o valor total exportado (em US$) na cidade ou região dividido pelo número de empresas da cidade ou região. Vinhedo tem um índice de US$ 957 mil, atrás apenas de Paulínia e Cosmópolis. Muito acima da média da RMC que foi de US$ 470 mil.
 
As empresas instaladas na cidade que trabalham com mercado exterior exportaram US$ 309,2 milhões, atrás apenas de Campinas (US$ 1,09 bilhão), Paulínia (US$ 877,8 milhões), Indaiatuba (US$ 467,6 milhões) e Sumaré (US$ 462,8 milhões). 

De acordo com Olavo, o município tem todas as condições para se fortalecer como polo exportador na região e no Estado. “Tivemos uma grande receptividades dos empresários da cidade, que têm uma visão importante do que significa o comércio internacional”, disse. Ele explicou que o Peiex-Facamp continua aberto as empresas interessadas em conhecer o programa e obviamente se tornarem aptas ao mercado externo, assim como já fizeram este ano as empresas Âncora, Nineties Bier, Dellabruna, Dipsie, Pomar da Amazônia, Faztape, Ecotrace, Dom Amendoim e Fibertex. “São empresas com empresários e executivos que tem uma visão que vai além das fronteiras do Brasil. Isso é muito bom”, afirmou.
 
 
Autor: Silvana Guaiume
Seta
Versão do Sistema: 3.2.3 - 06/06/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia