Ir para o conteúdo

Prefeitura de Vinhedo e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Vinhedo
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Rede Social Whatsapp
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
29
29 ABR 2022
SAÚDE
Prefeitura de Vinhedo amplia atendimento pediátrico até as 23h na UPA durante a semana
enviar para um amigo
receba notícias
PROCESSANDO ÁUDIO
Atendimento de urgência de pediatria já acontece 24h, inclusive aos fins de semana, no Pronto Atendimento (PA) da Capela e na Santa Casa
A Prefeitura de Vinhedo vai ampliar o atendimento de urgência e emergência de pediatria na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) até as 23h de segunda a sexta-feira, a partir de segunda-feira (2), para fazer frente aos casos de síndromes respiratórias e gripais do período do outono e inverno. O atendimento de urgência de pediatria já acontece 24h, inclusive aos fins de semana, no Pronto Atendimento (PA) da Capela e na Santa Casa. Com isso, a Prefeitura de Vinhedo passa a ter três locais de atendimento de urgência e emergência para crianças com horário estendido.
 
“Saúde é minha prioridade e estamos investindo constantemente para melhorar a qualidade do atendimento à nossa população. Somos uma das poucas cidades da região, e do Brasil, com população similar, com três portas abertas para atendimento de urgência e emergência. Temos maior oferta de urgência e emergência que várias cidades maiores da nossa região”, afirmou o prefeito Dario Pacheco.
 
A Prefeitura mantém contrato com a Santa Casa para atendimento à população em casos de urgência de pediatria, clínico geral, ortopedia e ginecologia. O PA oferece atendimento 24 horas de clínico geral e pediatria. A UPA atende clínico geral 24h e atendia pediatria das 7h às 19 horas durante a semana, horário que será ampliado para das 7h às 23h na segunda-feira (2).
 
O secretário de Saúde, Milton Ribolli, lembrou que a Secretaria de Saúde já havia implantando o atendimento de pediatria 24 horas em março no PA Capela, antecipando o aumento de demanda que acontece nesta época do ano, com maior ocorrência de doenças respiratórias e gripais por causa do frio e da estiagem. “O aumento da demanda é comum nesta época do ano e estamos preparados para acolher nossos pacientes com mais médicos e opções de atendimento”, afirmou.
 
Todas as unidades de pronto atendimento da cidade, UPA, PA e também a Santa Casa, trabalham com o sistema de classificação de risco dos pacientes. Pacientes em situação grave, com maior risco, são atendidos rapidamente. “Os pacientes que estão em situação mais crítica têm prioridade no atendimento”, explicou Ribolli.
 
Atendimentos
 
A UPA realizou em média 35 atendimentos de pediatria por dia em fevereiro, 38 em março e 52 em abril. Na clínica geral, para adultos, foram 150 atendimentos em fevereiro por dia, 136 em março e 156 em abril.
 
No PA, a média foi de 39 atendimentos por dia em pediatria em fevereiro, 58 em março e 34 em abril. Na clínica geral do PA foram atendidos em média 93 pacientes em fevereiro, 90 em março e 51 em abril.
 
A pediatria da Santa Casa atendeu 27 pacientes por dia em fevereiro, 34 em março e 41 em abril. Na clínica geral foram 66 pacientes em média por dia em fevereiro, 66 em março e 68 em abril.
 
Segundo estimativas, as doenças respiratórias representam 70% das queixas. “É importante que os pais e responsáveis pelas crianças e mesmo os adultos estejam atentos aos sinais de alerta dos sintomas respiratórios para que saibam quando é o momento de procurar o serviço de emergência, para não correr ao pronto-socorro sem necessidade e sob o risco de expor as crianças aos vírus que circulam no ambiente hospitalar”, informam os médicos.
 
Quando procurar atendimento médico no pronto-socorro:
Sinais de agravamento das doenças respiratórias:

Dificuldade para respirar ou falta de ar – notar respiração rápida ou com dificuldade, fala entrecortada, lábios ou ponta dos dedos azulados, ou afundamento da pele entre as costelas ou no pescoço
Dor ou pressão no peito ou no abdome
Tontura
Confusão mental ou sonolência
Vômitos intensos ou persistentes
Dificuldade de manter a criança hidratada (não aceita líquidos ou alimentos ou vomita)
 
Gripe X Resfriado
 
Resfriado: sem febre ou com febre baixa (normalmente abaixo de 38 graus), ausência de sintomas gerais como dor no corpo e indisposição, presença de coriza, tosse, dor de garganta, congestão nasal
 
Gripe: febre súbita (normalmente alta) com calafrios, sintomas respiratórios, dor de cabeça, prostração, dores no corpo. Pode apresentar diarreia e vômitos e ocasionar falta de ar. A gripe tem maior risco de complicações
 
Prevenção
 
Ações simples ajudam a prevenir a transmissão de vírus que causam as doenças respiratórias nesta época. As dicas valem para adultos e crianças:
 
Higienize as mãos com frequência, usando álcool gel ou água e sabão. A higiene das mãos deve ser feita sempre que chegar em casa, antes de ingerir ou manipular alimentos (por exemplo, ao preparar alimentos para as crianças), após tocar em superfícies usadas por várias pessoas, como maçanetas, interruptores de luz, balcões, barras de apoio, teclados etc.
Lave ou aplique álcool gel nas mãos várias vezes durante o dia
Evite tocar seus olhos, nariz ou boca. Os vírus podem entrar no corpo dessa maneira
Não compartilhe copos, talheres, guardanapos, toalhas e outros objetos de uso pessoal
Mantenha os ambientes bem ventilados;
Pessoas de grupos de risco devem tomar a vacina contra a gripe (influenza) durante a campanha anual
 

 
Autor: Silvana Guaiume
Secretarias Vinculadas
Seta
Versão do Sistema: 3.2.3 - 06/06/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia