Ir para o conteúdo

Prefeitura de Vinhedo e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Vinhedo
Acompanhe-nos:
Rede Social Agenda
Rede Social Whatsapp
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
18
18 NOV 2022
ASSISTÊNCIA SOCIAL
Prefeitura de Vinhedo e Conselho promovem 21 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher
enviar para um amigo
receba notícias
Campanha busca conscientizar a população sobre os diferentes tipos de agressão contra meninas e mulheres em todo o mundo
A Prefeitura de Vinhedo e o Conselho Municipal da Mulher promovem atividades no evento 21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher. A campanha busca conscientizar a população sobre diferentes tipos de agressão contra meninas e mulheres, mobilizando sociedade civil e poder público. A programação será aberta no dia 23 de novembro, das 9h às 12h, com a capacitação para atendimento da mulher vítima de violência e apresentação de programas da Secretaria de Assistência Social e Cidadania, no auditório da Secretaria.  
 
A capacitação para o acolhimento da mulher vítima de violência e a apresentação dos programas da Secretaria serão realizadas também, no mesmo horário e local, no dia 24 de novembro. Foram convidados servidores de diversas secretarias, entre elas, Saúde, Educação, Defesa Social e Mobilidade Urbana, Assistência Social e Cidadania, além de representantes de organizações da sociedade civil, Conselho Tutelar e Delegacia de Polícia. A expectativa é de participação de 60 pessoas por dia. O evento não será aberto ao público.
 
No dia 23 de novembro acontece uma atividade cultural gratuita, aberta ao público, a partir das 19h30 na Praça Aurora Sudário, na Capela, com o Coletivo Onírico de Teatro. O grupo fará apresentações musicais e esquetes teatrais.
 
Durante os 21 dias da campanha, os três Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) de Vinhedo, no Centro, na Capela e na Nova Vinhedo, vão debater o tema nos grupos de mulheres que se reúnem regularmente. Nesses encontros será distribuída uma cartilha do Conselho Municipal sobre combate à violência contra a mulher.
 
A partir do dia 2 de dezembro o Coletivo Onírico apresenta o espetáculo "Eu sozinha ando bem, mas com vocês ando melhor" aos alunos do Ensino Médio de escolas estaduais de Vinhedo. A apresentação do espetáculo teatral acontece no dia 2, à tarde, na Escola Estadual (EE) Patriarca da Independência, no dia 7 será realizada à tarde na EE Professora Maria do Carmo R. Von Zuben e à noite na EE Professor Israel Schoba. As atividades são subsidiadas com emendas parlamentares, inclusive da vereadora Nayla de Souza.
 
Novidades

A Secretaria de Assistência Social e Cidadania divulgou ainda que dois novos e importantes programas estão sendo viabilizados neste período para atender mulheres vítimas de violência e homens autores de violência. Os projetos estão em desenvolvimento e deverão sem implantados em Vinhedo a partir do início do próximo ano.
 
Vinhedo foi contemplada com um convênio intermunicipal, autorizado pelo Conselho Estadual de Assistência Social (Conseas), para implantação de Serviço de Acolhimento Institucional para Mulheres Vítimas de Violência, em parceria com Itupeva, Jarinu, Louveira e Cabreúva. O serviço vai funcionar com recursos do governo estadual e dos municípios participantes. O outro projeto, o Grupo de Atendimento e Conscientização dos homens Autores de Violência contra a Mulher, está sendo criado com recursos de emenda impositiva.
 
A campanha
 
A campanha 21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher tem início no dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra. O período teve início em 1991 com 23 mulheres ativistas do Instituto de Liderança Global das Mulheres. O objetivo é promover campanhas de conscientização e engajamento. A ONU incentiva, no projeto “UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres até 2030”, que ações globais sejam realizadas.
 
Segundo pesquisa encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), em junho de 2021, divulgada pela Agência Câmara de Notícias, uma em cada quatro mulheres acima de 16 anos afirma ter sofrido algum tipo de violência no último ano no Brasil, durante a pandemia de Covid-19. Cerca de 17 milhões de mulheres (24,4%) sofreram violência física, psicológica ou sexual no último ano, o que representa 1.940 mulheres agredidas por hora no País.
 
A pesquisa mostra também que as vítimas de violência doméstica estão entre as que mais perderam renda e emprego na pandemia. De acordo com as vítimas, em 70% dos casos o agressor era conhecido e em 49% dos casos a violência aconteceu dentro de casa.
 
Pacto Nacional
 
Dentro da campanha deste ano, a Câmara dos Deputados e a Secretaria da Mulher assinam na próxima quarta-feira (23), às 18h, no Salão Nobre, o Pacto Nacional pelos Direitos da Mulher. O pacto é um instrumento público assinado por diversas entidades, que busca conquistar avanços nos direitos de mulheres e meninas brasileiras, em um esforço conjunto entre Legislativo, Executivo, Judiciário, sociedade civil organizada e outros parceiros.
 
Autor: Silvana Guaiume
Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia