Ir para o conteúdo

Prefeitura de Vinhedo e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Vinhedo
Acompanhe-nos:
Rede Social Whatsapp
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
AGO
08
08 AGO 2022
SAÚDE
Vinhedo investiga cinco casos suspeitos de monkeypox
enviar para um amigo
receba notícias
PROCESSANDO ÁUDIO
Exames já foram coletados pela Vigilância Epidemiológica, que aguarda o resultado para confirmar ou descartar a doença
A Secretaria de Saúde de Vinhedo está investigando cinco casos suspeitos de monkeypox, três homens e duas mulheres, com idades de 20 a 60 anos. Apenas um dos suspeitos viajou para o exterior. Os exames já foram coletados nos serviços de urgência e emergência e a Vigilância Epidemiológica aguarda o resultado para confirmar ou descartar a doença. Ainda não há previsão de quando o resultado dos exames será divulgado.
 
Todos os casos suspeitos de monkeypox foram orientados a manter isolamento e serão acompanhados diariamente, pelos 21 dias seguintes à coleta de exames ou até que a suspeita seja descartada, pela Vigilância Epidemiológica. Os comunicantes dos cinco casos suspeitos também estão sendo monitorados e não apresentam sintomas nesta segunda-feira.
 
O primeiro caso confirmado de monkeypox em Vinhedo ocorreu em junho, de um paciente que viajou à Europa. O caso evoluiu para a cura sem nenhuma intercorrência, o paciente foi acompanhado 21 dias pelas equipes da Vigilância Epidemiológica da cidade e seus comunicantes não apresentaram sintomas da doença.
 
Como agir no caso de contaminação por monkeypox
 
Manter-se em isolamento até que a erupção cutânea esteja totalmente resolvida, ou seja, até que todas as crostas tenham caído e uma nova camada de pele intacta tenha se formado
Não sair de casa, exceto quando necessário para emergências ou cuidados médicos de acompanhamento
Fazer contato com amigos, familiares somente em emergências
Não compartilhar itens potencialmente contaminados, como roupas de cama, roupas, toalhas, panos de prato, copos ou talheres
Limpar e desinfetar (hipoclorito de sódio ou produto alcoólico) superfícies e itens tocados
Usar máscaras cirúrgicas bem ajustadas quando estiver em contato com outras pessoas em casa
Higiene das mãos deve ser realizada por pessoas infectadas e contatos domiciliares após tocar no material da lesão, roupas, lençóis ou superfícies
Evitar lentes de contato para prevenir possíveis infecções oculares
Evitar depilação em áreas do corpo cobertas de erupções cutâneas, pois isso pode levar à propagação do vírus
Se possível, usar um banheiro separado. Se não for possível, desinfetar o banheiro após utilizá-lo
Evitar contato com móveis estofados e outros materiais porosos que não podem ser lavados colocando lençóis, capas de colchão, cobertores sobre essas superfícies
Não sacudir a roupa suja
Lavar roupas, roupas de cama e toalhas separadamente, se possível com água morna
Evitar o contato com animais, em geral, qualquer mamífero pode ser infectado com o vírus
 
 
Autor: Silvana Guaiume
Secretarias Vinculadas
Seta
Versão do Sistema: 3.2.7 - 04/10/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia